NINGUÉM FAZ REVOLUÇÃO COM DEPRESSÃO …

Somos palavra e mundo. No entanto, as palavras não são as coisas do mundo. A palavra maçã não é a fruta maçã. Mas, há algo da fruta na palavra maçã.

Há alguma satisfação da fruta na palavra maçã.

Há algo das coisas do mundo que se estende ao campo da cultura. Não há dúvida de que as palavras envolvem e situam algo das coisas às quais se referem.

Parece que é disso que estamos esquecendo. Ou seja, estamos esquecendo do que podemos gozar do mundo.

Não podemos gozar inteiros de nada. Mas há algo das coisas que podemos extrair para nosso deleite.

Parece que resolvemos focar apenas no que do mundo não podemos usufruir.

Tudo começa pelo pensar. Tudo começa pela palavra. Parece que resolvemos pensar que nada no mundo faz mais sentido para a nossa alegria de viver. A sensação é a de que reduzimos tudo à parte chata de tudo. Não é assim.

O mundo pode não ser tudo o que gostaríamos. No entanto, ele não é – também – tudo o que não gostaríamos. Parece que viramos tudo ou nada – e optamos pelo nada.

Não queremos ver um filme pela parte chata de sair de casa, pegar um transporte e chegar ao cinema. Contudo, esquecemos da maravilha que é sentar com um saco de pipoca e se perder diante daquela telona.

Viver não é oito ou oitenta. Nunca seremos plenos. Também, nunca seremos vazios de tudo.

Entendo que é exatamente do que podemos gozar do mundo que funciona como contraponto do que não podemos gozar no mundo.

Ninguém faz revolução com depressão.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

NÃO TENHO DÚVIDA DE QUE O CAPITALISMO VAI DESTRUIR O PLANETA

É a memória que nos faz não fazer certas coisas. Queremos guardar uma imagem positiva – na humanidade – depois que morrermos.

Causa-nos um certo gozo – agora – saber que no futuro as gerações guardarão uma lembrança positiva nossa.

Achamos que os que virão ficarão satisfeitos porque cuidamos para que usufruíssem.

O capitalismo é ateu. O dinheiro é frio. Os ricos só pensam em si. O sistema não pensa no futuro. O capital é imediatista.

Barramos esse sistema ou não prosseguiremos.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

MUITO CUIDADO COM A SUA ARROGÂNCIA …

Embarcamos na ilusão de que se formos inteligentes saberemos resolver todos os nossos problemas. Não é verdade.

Não há razão para tudo na vida. Somos um corpo infinitamente mais complexo que qualquer lógica. Habitamos um universo que mal conhecemos a nossa própria galáxia. Vivemos em uma sociedade que a cada dia nos surpreende com uma nova boçalidade.

Não tome o que você sabe, sente e possui como garantia para qualquer coisa.

Quem acha que sabe tudo entra em depressão quando blefa.

A vida é mais mistério que certeza.

O tempo reina absoluto sobre a nossa arrogância. Jamais saberemos o que nos acontecerá nos próximos minutos. Todo saber de hoje pode de nada valer para amanhã.

Melhor é torcer para nada fugir à regra – ainda que por pouco tempo.

Viver é contar com a sorte.

No entanto, nenhuma sorte é para sempre.

Na ausência de tudo, esteja preparado para se reinventar. A vida é arte.

Evaristo Magalhães – Psicanalista