EXISTE SAÍDA – SIM – PARA NÃO SOFRER …

Há quem resolva no corpo seus dilemas existenciais. Há quem se automutile para extravasar suas angústias. Há quem se empanturre de comer para paralisar seus desejos mais obscenos. Há quem coloque dores físicas no lugar de seus fantasmas mais enlouquecedores. Se uma pessoa consegue resolver suas agruras provocando doenças em si, por que não poderia resolver essas mesmas agruras provocando prazer em si? Por que não se dar tesão no lugar de se automutilar? Por que não transar no lugar de comer? Por que não colocar um orgasmo no lugar da dor física? O bebê sabe muito bem resolver suas questões provocando prazer em si através de seu próprio corpo, através de sua mamãe e de seus brinquedos. Os bebês não se fazem mal para resolver seus dilemas psicológicos. Nesse sentido, perdemos muito quando trocamos nossos corpos por nossas moralidades e intelectualidades. Precisamos fazer o caminho de volta. Precisamos abandonar toda a cultura que elaboramos e reconstruir tudo de novo tendo agora, nossos corpos, como referência maior do nosso prazer de viver.

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882
Instagram:@evaristo_psicanalista

QUAIS SÃO AS NOSSAS MAIORES ILUSÕES?

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882
Instagram:@evaristo_psicanalistaNinguém quer apenas amar, ser bonito, inteligente ou rico. Na verdade, queremos muito mais que isso. Ou seja, queremos um amor, uma estética, um intelecto e uma conta bancária que nos livre de nossas angústias. Segundo Freud, não é simplesmente o apego o que uma mãe sente por seu filho. Todas as mamães grudam em seus filhinhos porque creem que eles podem tamponar o que elas não suportam em si. Não interessamos pelas coisas só pelos motivos que geralmente utilizamos para justificar nossas escolhas. Somos atraídos apenas quando sentimos que pode amenizar nossas agruras mais íntimas. Ninguém deveria começar pelo amor, pelo conhecimento ou pelos bens materiais. Deveríamos começar por aquilo que tudo o que mais queremos nessa vida - sequer - toca as suas bordas. Deveríamos começar pelo breu existencial que contorna tudo o que tomamos como sendo o sentido de nossas vidas.

NINGUÉM PODE DIZER QUE ESTÁ PRONTO PARA AMAR …

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996172882
Instagram:@evaristo_psicanalistaNão queira alguém que só aponte as suas qualidades. Seguramente - mesmo você se achando o máximo - o outro vai te dizer que você não é tudo isso. É por isso que os casais brigam. Só estamos preparados para sermos vistos naquilo que achamos que temos de bom. Não estamos preparados para sermos olhados no que nos falta. Não temos o poder de preencher ou de sermos preenchidos por quem quer que seja. Sempre faltará alguma coisa. É essa falta que enlouquece os casais. Não tem jeito. O outro vai nos fazer sentir incompletos. Certamente, ele precisará de mais coisas no mundo para se sentir completo. São essas outras coisas que escancaram a nossa insuficiência, que escancaram a nossa falta e que nos angustiam. A pessoa pode ser considerada a mais bonita, a mais inteligente e a mais rica do planeta. Mesmo toda a beleza, todo o intelecto e todo dinheiro do mundo não são suficientes para preencher a falta existencial de quem quer que seja. Chegará o momento em que o outro vai nos dizer que não somos o que ele achava que fôssemos. O que vamos fazer com isso? É o que faremos que dirá se estamos preparados ou não para amar.

SOMOS TODOS CÍNICOS …

evaristo magalhães – psicanalista

atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882

Instagram:@evaristo_psicanalistaO cinismo é quando usamos uma ideia para justificar uma violência. Nesse sentido, somos todos cínicos - uma vez que buscamos na religião, na filosofia e na ciência uma explicação para algo que em nós é - constitucionalmente - violento. Ou seja, não sabemos de onde viemos e para onde vamos e vamos envelhecer e morrer. Não existe saber para isso. O cinismo é uma tentativa de explicar o inexplicável. Nesse contexto, é cínica toda promessa de vida eterna, toda tentativa de insistência na existência do belo e toda intervenção cirúrgica que visa conter o avanço do tempo. O cinismo é uma tentativa de fazer sentido sobre o que não faz sentido. É por isso, que o psicanalista não é cínico - uma vez que ele não intervém no modo como cada um lida com seu inexplicável. No divã, cada um constrói para si o que melhor lhe convém ao que lhe perturba. Pode ser um sintoma ou um ato. No entanto, espera-se que o sujeito toque - ao menos - as bordas disso que a religião, a filosofia e a ciência só conseguem chegar com muito blá-blá-blá. Sobre o divã, espera-se que o sujeito seja o menos cínico possível.

EU ADORO SER CASTRADO …

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882
Instagram:@evaristo_psicanalista Não existimos se não nos castrarmos. O que significa essa castração? Para a nossa sanidade mental, temos que arranjar um lugar para isso que é nosso e que queremos ver longe, mas que sempre está batendo à nossa porta. O suicida não deu conta de sustentar essa castração. Contudo, castrar não é eliminar, extinguir ou execrar a angústia - como certas psicologias propagam por aí. A castração é capacidade que temos de driblar isso que em algum momento nos driblará e ganhará o jogo de nossas vidas. Só sobreviveremos se dermos conta de castrar essa parte estranha da nossa existência. No entanto, repito, castrar aqui não é cortar ou extirpar esse órgão que é muito maior que todos os órgãos que possuímos. Castrar aqui é a possibilidade que temos de tapear isso. Tapear é brincar de enganar essa verdade. Dizemos castrar para nos iludir de que podemos algo sobre isso. No entanto, a verdade é que a castração - ao pé da letra - só acontecerá contra nós mesmos. Contra a verdade da nossa existência, só podemos compreender a palavra castração como brincadeira de esconde-esconde. Contudo, é melhor acreditar - sim - que podemos algo contra isso. Caso contrário, não daremos conta de dar prosseguimento à nossa existência.

QUAIS AS DUAS MAIORES VERDADES DA VIDA?

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882
Instagram:@evaristo_psicanalistaEm se tratando de existência, somos impossibilidade e contingência. Impossibilidade porque nada podemos com o fato de que que vamos envelhecer e morrer. Contingência porque durante o tempo a que nos for dado viver, jamais conseguiremos prever o que pode acontecer. Portanto, impossibilidade e contingência são as duas grandes verdades da vida. Temos que dar conta de gozar com a morte e gozar com o fato de que nunca conseguiremos controlar o que poderá acontecer conosco e com quem amamos. Infelizmente, negamos essa duas verdades quando inventamos as religiões, as filosofias e as ciências nos dizendo da eternidade e que podemos - sim - controlar o futuro. Doce ilusão! Somos seres de linguagem e de pensamento. Sabemos de nós mesmos e dos outros por símbolo e abstrações. Desse modo, ninguém consegue estar cem por cento certo de nada do que escuta de quem quer que seja. A vida é certeza e imprevisibilidade. Certeza porque nos sabemos finitos e imprevisibilidade porque o outro pode nos dizer do fim de seu amor por nós a qualquer momento. Desse modo, na vida, não adianta pensar, analisar e concluir sobre qualquer coisa. O melhor da vida é deixar acontecer. Qualquer pensamento só deve ser inventado no momento do acontecimento. Todo pensamento prévio estará sempre aquém da grandeza, da complexidade e da imprevisibilidade da realidade.

DESEQUILIBRADO É QUEM É AGRESSIVO …

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882

Uma pessoa pode ser considerada bonita, inteligente e rica. No entanto, nada disso garante que ela seja equilibrada emocionalmente.
O que torna uma pessoa equilibrada é a capacidade que ela possui de controlar a sua agressividade. Por agressividade, compreendo não fazer mal a si e ao outro.
Uma pessoa pode ser estabanada, falar alto, falar palavrão. Mas, se ela tiver um bom coração isso a torna de uma nobreza infinitamente maior que aquele todo arrumadinho – mas que vive passando a perna em todo mundo.
Para a psicanálise, não importa o semblante que a pessoa escolhe para dar sentido à sua vida. Importa é se sua película vem carregada de bondade e de amor. É essa consistência que a torna longe de toda neurose, perversão ou psicose.
Onde se encontra a nossa agressividade? Ela está o tempo todo bem pertinho de nós. Qualquer desvio no amor pode virar possessividade. Qualquer comentário – mais descuidado – pode expressar preconceito. Uma pessoa – ainda que muito bem treinada – pode se utilizar de determinado protocolo ou procedimento para fazer valer seus impulsos mais primitivos.
Existe cura para a agressividade? Não. Somos constitucionalmente agressivos. Qual é a origem da nossa agressividade? Não sabemos de onde viemos e para onde vamos. Vamos envelhecer e vamos morrer. Nunca estaremos cem por cento seguros do que temos e somos.
No entanto, nossa sanidade mental estará na dependência do que vamos fazer com essa nossa impulsividade destrutiva que não seja passando ao ato com ela.
Instagram:@evaristo_psicanalista

POR QUE ESTAMOS TÃO ANSIOSOS?

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882

Dizem que o ansioso sofre de excesso de futuro. Ao falarmos de futuro não estamos nos referindo apenas para daqui a dois, dez, cem anos.
Futuro pode ser daqui a pouco, hoje a noite ou amanhã. Na verdade, não é o futuro que nos gera ansiedade. É o que pensamos para o futuro que mais nos perturba.
Todo pensamento é ansioso porque não existe pensamento igual a coisa, não existe pensamento que abarque toda a realidade e não existe pensamento definitivo sobre nada. Sempre é possível pensar diferente sobre tudo.
Portanto, não deveríamos programar a faxina. Não deveríamos pensar a próxima viagem. Não deveríamos pensar em como será a noite de amor. Se assim fizermos, seguramente, sofreremos ao final da faxina, ao final da viagem e ao final da transa. Sofreremos porque não existe a limpeza que desejamos e o sexo que fantasiamos.
É por isso que muitos se tornam obsessivos compulsivos por limpeza. É por isso que muitos broxam. Ou seja, broxam porque querem transpor o que pensam para a realidade. Como isto não é possível, acabam voltando contra si mesmos o que desejavam ver longe.
O ideal é não pensar? Sim. O ideal é deixar fluir. Isso vale para desde o acordar até a hora de dormir. O ideal é primeiro deixar o problema acontecer para depois pensar sobre ele. O problema é quando duvidamos da nossa capacidade de inventar sobre o imprevisível.

Instagram:@evaristo_psicanalista

É LOUCO QUEM SABE O QUE QUER …

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882

Ninguém pode saber o que quer e ninguém pode não saber o quer.

Ninguém pode estar certo do amor de ninguém e ninguém pode sentir que não desperta nada de interessante em ninguém.

Ninguém pode se achar mais inteligente ou menos inteligente que ninguém.

Para a nossa sanidade mental, é fundamental pensarmos que falta em nós algo que o outro possui e que falta no outro algo que possuímos.

O caminho é sempre pensar que as pessoas se completam em suas diferenças.

A sociedade de consumo insiste em criar mitos da beleza e da inteligência. No entanto, celebridade – também – toma antidepressivo e intelectual – também – vai ao psicanalista.

Não podemos esperar que quem admiramos, em algum momento, se apresente em suas limitações. É nosso esse trabalho de perceber a humanidade de todo mundo.

Caso contrário, seremos paranóicos por completude ou melancólicos por baixa autoestima.

Instagram:@evaristo_psicanalista