É LOUCO QUEM ACREDITA EM AMOR PERFEITO …

Ninguém está seguro do amor que tem. A qualquer momento o outro pode chegar nos dizendo que encontrou outro amor mais amoroso que o nosso.

O amor nunca é toda a verdade. O que é a verdade? A verdade é só até onde sabemos – e ninguém sabe tudo. Não existe amor sem riscos.

Não seria o amor um misto de controle e de descontrole – e sem deixar que esse descontrole se torne um problema?

Não seria o amor a capacidade de amar e de não amar – e sem que esse paradoxo o impeça de prosseguir?

O amor é como quando sabemos das fraquezas de nossos pais – e ainda assim continuarmos a tê-los como nossos grandes heróis.

O amor é como os vampiros dos filmes de ficção científica. Ou seja, o amor é um vivo-morto.

É por isso que ninguém mostra seu lado feio quando ama. Pobre daquele que ama iludindo-se de que o outro é feito só de bonitezas?!

O amor é bom? Sim. O beijo, o cheiro, o toque, o sexo, o orgasmo e a conversa: tudo isso é muito bom! O problema é estar ciente de que esse bom é só um recorte do amor. O problema é estar ciente – também – do que esse recorte tenta jogar para debaixo do tapete.

Não existe assepsia das emoções!

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: chamar no privado
Instagram:@evaristo_psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s