É POSSÍVEL – SIM – SER FELIZ NO AMOR …

Nada é só o que parece – por mais maravilhoso que seja o amor. Tudo pode ser várias coisas.

Criamos – de cara – um problema quando tomamos o amor como sendo completo. Melhor, adentramos em um inferno amoroso – quando acreditamos nessa completude – porque passamos a nos sentir na obrigação de controlar tudo que possa interferir nela.

Ou seja, criamos uma fantasia de eternidade amorosa e ganhamos – de bandeja – uma paranoia amorosa. Passamos a ficar irritados com o que o outro está fazendo quando ele não está conosco. Ficamos angustiados com a possibilidade dele estar aprontando alguma. Ficamos ansiosos se ele está se entregando a algum outro amor que não seja o nosso. Tudo isso porque inventamos que podemos tê-lo todo nosso. Não podemos!

O amor não é completo nem incompleto. O amor é completo e incompleto. Amar é estar entre esses dois contrários. Como conciliá-los? Eis a saída para a felicidade no amor.

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882
Instagram:@evaristo_psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s