NÃO RESOLVA NOS OUTROS A SUA SOLIDÃO …

Amamos porque queremos dominar o desamor. É por isso que somos carinhosos e atenciosos.

Amamos porque não queremos nos haver com a solidão e o medo. No entanto, quanto mais amamos, mais essa solidão e esse medo se fazem presentes.

Podemos enlouquecer se não tomarmos cuidado com o que a falta do amor significa
para nós.

Todo amor é um pouco egoísta – no sentido do pânico de ficar só de quem se ama. No entanto, nenhum amor pode ser movido por esse desespero.

Deveria ser condição para amar que cada um crie alguma intimidade com seu insuportável. Toda posse e todo ciúme desmedido não vem do medo de perder quem se ama e, sim, do medo de ter que se haver com o lugar que a falta desse amor pode apresentar.

Somos sobremaneira movidos pela ideia de um amor que pode nos livrar de nossas desavenças subjetivas. Essa é a regra. No entanto, ela não funciona. Nenhum amor dá conta de toda a nossa complexidade.

É nosso isso que ultrapassa o amor. Temos que dar conta disso. Caso contrário, nunca seremos felizes no amor.

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882
Instagram:@evaristo_psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s