POR QUE NÃO SABEMOS AMAR?

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento online: WhatsApp 31 996171882

Só existe amor na ausência. O amor deixa de existir quando estamos certos dele. Só queremos quando nos falta.

Ninguém pode ser de ninguém. Não é pleno quando é meu. Pelo contrário, perco tudo quando acho que tenho tudo.

Um beijo não faz sentido quando achamos que já beijamos tudo. É necessário que falte algo para que faça sentido continuar querendo.

A mesmice não é do amor. A mesmice é de quem ama.

Não é possível esgotar tudo de nada. Não existe o máximo do orgasmo. Sempre podemos mais de quem amamos. Não podemos porque achamos que atingimos o ápice. Não existe ápice!

Por falta, o amor não acabaria nunca. O problema é que carregamos a ilusão de que já deu o que tinha que dar. Ainda que vivêssemos mil vidas não esgotaríamos tudo de quem amamos.

Nunca ache que você sabe tudo de quem você ama. Ninguém sabe tudo de nada. O sentido de tudo é que tudo não existe.

Sempre é possível uma pegada, um beijo, uma penetrada e um orgasmo diferente.

O que destrói o amor é arrogância!

Instagram:@evaristo_psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s