TODO AMOR É SUBMISSO …

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento online: WhatsApp 31 996171882

Não amaríamos se fôssemos livres. O que seria a liberdade no amor? Seria poder pensar e fazer o que quiser – mesmo estando comprometido com alguém.

Isso é mentira porque não existe a menor possibilidade de quem quer que seja sobreviver pensando e fazendo tudo o que deseja.

Chega uma hora que temos que nos submeter ao outro que está conosco. Temos nos submeter ao que não dominamos nele. Temos que nos submeter – a isso dele – que mesmo que tenhamos todo o pensamento do mundo, jamais saberemos de que se trata.

Chega uma hora que temos que nos submeter ao fato de que não podemos controlar tudo. Caso contrário, sufocaremos quem amamos com nossa possessividade.

Chega uma hora que temos que nos submeter ao fato de que não temos poder de impedir ninguém de nos trair ou de nos abandonar.

O que mata o amor é a arrogância. É a pretensão de se achar dono do outro.

As pessoas enlouquecem porque querem controlar esse impossível do amor. Tudo da filosofia e da psicologia nos diz que temos que nos submeter a ele.

Temos nos render ao limite que temos sobre o outro. O amor só pode ser pela metade. Quanto a essa outra metade incontrolável do amor, temos que nos submeter aos seus caprichos – e apenas torcer para que não venha o pior.

Instagram:@evaristo_psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s