MUITO CUIDADO: TODO AMOR É UMA GRANDE ILUSÃO!

Por que apaixonamos? Por que enxergamos em alguém a possibilidade da nossa felicidade? Por que juramos amor eterno? Por que fazemos isso? Porque acreditamos que o amor pode nos livrar das nossas certezas. Não pode! Apaixonamos e amamos porque essa é a única forma que temos de ludibriarmos o que somos de mais enlouquecedor.

Todo amor é virtual para camuflar o que do amor é real.

Não é o outro que amamos. Quando amamos, apenas usamos o outro como tampão do que não suportamos em nós mesmos.

Ninguém briga ou mata por amor. Não é o amor que é trágico. É a existência que é trágica. Apenas projetamos no amor o que não conseguimos viver na realidade. Não aceitamos que o amor nos traga de volta ao mundo real. Agredimos o outro-amado, mas, na verdade, estamos é nos agredindo por não aceitarmos que não estamos seguros de ter ninguém.

A revolta não é contra o amor. A revolta é contra o fracasso da ilusão do amor.

Queremos tornar virtual o que é real. No entanto, há algo do real que nenhuma virtualidade suplanta.

Inventamos o amor, os carrões, as mansões, as academias e as plásticas como antídotos para quem – na verdade – somos e negamos.

Nenhuma felicidade pode suplantar a realidade da vida.

Todo amor tem que ser – também – algum amor pelo que do amor não é amor.

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento online: WhatsApp 31 996171882

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s