NÃO QUEIRA UM GRANDE AMOR …

Por que esperamos encontrar o maior dos amores? Por que queremos o emprego dos sonhos? Por que queremos a melhor casa, o carro do ano e o mais recente aparelho celular? Por que queremos viajar o mundo?

Tudo isso não é só por status. Não podemos nos eximir de nossos desejos.

Queremos amores, dinheiro e viagens porque acreditamos que algo de fora pode suprimir o que somos por dentro. Ou seja, iludimo-nos de que somos menores que o mundo. Não somos!

Somos infinitamente maiores que tudo. Não existe objeto capaz de tamponar nosso buraco existencial. Toda compulsão é um tipo de paranoia mórbida de que se pode obter quem se é através das riquezas do mundo.

Todo mundo – em algum momento da vida – se dará conta do quanto se iludiu ao buscar a felicidade nas materialidades.

A depressão não é nada mais que a decepção de querer ser completo com as coisas do mundo.

Não adianta querer ter para suprimir quem se é. Não é saber para vencer o não-saber. Não é ter para eliminar o não-ter. É saber com o não-saber. É ter com o não-ter.

Não é a falta que vem antes da conquista. A falta vem antes, durante e fica depois da conquista. Não existe vitória sobre a derrota. É tudo junto: vitória e derrota.

Nossas verdades não nos largam por nada! Somos insuperáveis!

A felicidade é a humildade!

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Atendimento online: WhatsApp (31) 996171882

Instagram:@evaristo_psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s