O QUE É O EU?

Meu eu não é uma imagem, um conceito ou uma ideia. Não sou separado do mundo. Também, meu eu não é estático: sou o que tenho e o que me aparece.

Sofro, quando não me contento com o que sou e vivo em função de um eu que não sou.

Meu eu é onde estou. Se estou na praia, meu eu é o mar, o calor e as pessoas que me acompanham. Se estou em casa, meu eu é minha cama, meu lençol e tudo que alcanço com minha visão e audição.

Meu eu não pode ser uma entidade separada da vida real.

Meu eu é meu momento. Meu momento é o que toco, vejo, ouço e sinto. Portanto, meu eu é o que do mundo me preenche.

Se penso, saio de mim. Se vivo, me completo com o que tenho em mãos.

Meu eu é o modo como sou afetado pelo mundo. Portanto, sou meu agora. Meu eu de depois, pode ser outro – depende de onde estarei e o que encontrarei.

Meu eu não pode ser definido abstratamente. Sou no mundo e dependo dele para continuar vivo – por isso não posso me definir separado dele.

Portanto, meu eu é onde estou: gostando ou não. Posso sair? Posso buscar um lugar melhor? Claro. E quando não posso? Tenho que ser ali.

Sofro, quando não adequo meu eu ao lugar em que estou. Sofro, quando meu eu resolve brigar com um eu que ele não é. Sofro quando me abstraio.

Só serei feliz quando eu der conta de buscar um eu que não sou, sem entrar em uma luta suicida com o eu que sou.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Atendimento virtual: zap – (31) 996171882

Instagram:@evaristo_psicanalista

Twitter:@evaristopsi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s