VOCÊ CURTE POLIAMOR?

 

O amor é, realmente, muito bom porque além de encantarmos com as ideias, o jeito, sentimentos e gestos, podemos, também, tocar, acariciar, beijar e transar com quem amamos. 

Até bem pouco tempo, escolhíamos e só podíamos amar um amor. Era crime e pecado amar mais de um. No entanto, as pessoas apenas faziam de conta de que isso era verdade.

Por que só amar um? Por que não amar vários se amar não gasta e nem arranca pedaço?

Por que não mais de um quando é por amor? 

Quem disse que amor é só entre dois? Quem disse que entre muitos não pode ser amor? O que é o amor? Alguém sabe? 

Será que só faríamos com um se pudéssemos fazer com muitos? 

Por questões morais e religiosas, até podemos, no dia a dia, praticarmos a monogamia. Mas, e no desejo? Só desejamos quem amamos? Não fantasiamos mais ninguém além de quem amamos? Em nossos sonhos eróticos só aparece quem amamos? 

Seria a mente monogâmica ou poligâmica? Creio que poligâmica.

Desse modo, o que a ideia de poliamor faz não é nada mais que trazer para a realidade o que somos em sentimento. 

É tudo do desejo que pode virar civilização? Não. A violência tem que ser reprimida. O que o poliamor teria de violento? Nada. 

Se forem todos adultos, não há qualquer problema. Afinal, não é de amor que estamos tratando? 

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Atendimento online: chamar in box 

Instagram:@evaristo_psicanalista

Twitter:@evaristopsi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s