COMO DAR UM SENTIDO PARA A VIDA?

Por que escrevemos romances, poesias, músicas, peças de teatro, filmes, pintamos quadros, criamos sindicatos, usamos as redes sociais, frequentamos igrejas, organizamos festas e viagens? Para tentarmos dar um sentido para a realidade.

E o que é a realidade? A realidade é dura. É na realidade que podemos perder o emprego, não ter o que comer, não ter o que vestir e nem como cuidar da saúde.

É na realidade que envelhecemos e morremos. É para sobreviver, reinventar, burlar ou retardar a realidade, que nos foi dada a arte, a religião, o conhecimento e o lazer.

Então, por que muitos artistas, cientistas, filósofos e religiosos adoecem? Eles adoecem quando querem engolir toda a realidade ou quando são impedidos de continuarem reinventando sobre isso que é infinito.

Adoecemos quando achamos que sabemos tudo. Isso não é saber e, sim, loucura, delírio ou alucinação.

Há algo da realidade que nada toca. Se Deus é a verdade, qual é a verdade de Deus?

Não deveríamos oscilar entre a arrogância da fé e a depressão de achar que a vida não possui qualquer sentido.

É preciso manter vivo esse núcleo indecifrável de existir, deixando-o em aberto para que cada um se reinvente como quiser sobre ele.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s