NÃO ME INTERESSA OS AMORES QUE DÃO CERTO …

Acho bonito os casais  pelas ruas de mãos dadas, as conversas compenetradas, os risos, os abraços, os beijos, os sarros, as pegacões e as transas calientes.

Não me ocupo do que sabemos sobre o amor. Quem dera se a vida fosse só o contorno que damos para ela?!

É importante marcar um limite? É necessário estar certo do que seja amar? É fundamental cumprir certas promessas? Sim. No entanto, o amor nunca é só isso que colocamos dentro dele. Se assim fosse, não brigaríamos por amor.

Me interessa o que deixamos de fora do amor. Não sei ao certo de que se trata. Sei que é isso que nos faz sofrer. Sei que sem isso seríamos eternamente felizes.

Não me interessa o amor que vejo. Quero o que do amor não vejo. Quero entender por que os casais surtam, correm atrás, se humilham, mandam centenas de mensagens, se chantageiam e se matam por amor.

Que será essa coisa estranha que atravessa todos os casais? É isso que me interessa entender no amor.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s