NUNCA TROQUE O REAL PELO VIRTUAL …

Por que estamos diminuindo os encontros?

Por que estamos trocando as pessoas pelas telas?

Por que estamos trocando o jogo livre das conversas reais pelas conversas premeditadas dos áudios?

Não estariam as trocas virtuais substituindo as trocas reais?

Por que estamos trocando a voz por dígitos?

Por que estamos colocando a máquina entre nós?

Por que não mais ouvir diretamente?

O outro não fala só com a boca. Falamos com o corpo, com os gestos, com os afetos e com o entorno. Isso a máquina não capta.

Por que estamos trocando as imagens reais pelas imagens virtuais?

Por que estamos preferindo as edições no lugar das espontaneidades?

Por que estamos trocando o vivo do cheiro, do toque, do sabor, da audição e do olhar pelo sem vida das telas?

Por que estamos preferindo a assepsia das edições?

Será possível ver só o que quero?

Será que só ver editado eliminaria a verdade do real?

Parece que as máquinas ganharam o poder de eliminar o que não gosto nos outros. No entanto, não diminuíram o poder de eliminar o que não gosto em mim.

É por isso que precisamos da presença real do outro. É também nosso o que não gostamos nele. Ele nos faz ver quem somos. E isso que ele nos faz ver, em algum momento, nos chegará sem a filtragem de qualquer aplicativo.

Nunca é bom temer a realidade!

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s