VOCÊ OUVE VOZES?

Todo mundo ouve vozes.

Somos as vozes que gostamos e as vozes que rejeitamos.

Não há a voz da vida sem a voz da morte.

Todo amado escuta a voz da traição e a voz da possibilidade da perda.

Tudo é saber. Sabemos do que gostamos e do que não gostamos.

O pânico é da voz que não queremos ouvir.

A depressão é uma tentativa de calar a voz que não se quer escutar.

A raiva é uma tentativa de massacrar a voz que insiste em ser ouvida.

São infinitas as vozes que nos atravessam.

Não existe medicamento ou cirurgia para elas. São vozes que carregamos. Vozes nossas.

São vozes de medo e de pavor. Sabemos seus nomes, suas imagens e seus sons.

Nenhum voz deveria nos angustiar ou desesperar. Não deveríamos comparar, julgar e hierarquizar o que se passa em nossas mentes. Tudo somos nós.

Deveríamos tratar a voz da derrota com a mesma naturalidade com que tratamos a voz da vitória.

Não o fazemos. Queremos silenciar o que nos atemoriza. A questão é que quanto mais tentamos calar isso, mais poder damos para que isso continue reverberando em nossos ouvidos.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s