VOCÊ OUVE VOZES?

Todo mundo ouve vozes. Alguns mais, outros menos.

Cada um cria para si suas próprias perturbações quando decide não se ouvir em tudo que se é.

A voz da vida não existe sem a voz da morte.

Todo amado escuta a voz do amor e a voz da possibilidade de perder seu amor.

Primeiro a coisa berra e, depois, somos tomados pelo pânico do que evitamos escutar.

A depressão é uma tentativa de esvaziar a voz que insiste em dizer.

A raiva é uma tentativa de massacrar o que está gritando por dentro.

São infinitas as vozes que nos atravessam.

Não existe medicamento ou cirurgia para isso. São vozes que carregamos: todas nossas.

São vozes de medo e de pavor. Sabemos – mas negamos – seus nomes, sensações, imagens e sons.

Nenhum voz deveria nos angustiar ou desesperar. Não deveríamos comparar, julgar e hierarquizar o que se passa conosco. Somos tudo! Somos contraditórios! Somos pura contingência!

Deveríamos tratar a voz da derrota com a mesma naturalidade com que tratamos a voz da vitória. Não o fazemos.

A questão é que quanto mais abafamos o que nos atemoriza, mais poder damos para que isso continue reverberando em nossos ouvidos.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Atendimento online line: WhatsApp 31 996171882

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s