VOCÊ É VICIADO EM PESSOAS?

Não é de pessoas que somos viciados.

Primeiro o pensamento, depois o objeto.

Nossos vícios, antes das drogas das pessoas ou do álcool, são uma narrativa. É desse raciocínio que precisamos nos livrar.

Não somos compulsivos por coisas ou por pessoas. Somos compulsivos por ideias.

Os animais não sofrem porque não possuem uma narrativa da morte.

Sofremos porque tatuamos certas narrativas em nossos ossos e não conseguimos nos livrar delas.

Nossos pais, filhos e amigos são antes de tudo palavras e pensamentos que incutimos em nós.

É por isso que fazemos psicanálise para falar das nossas narrativas de dor. Os analistas as escutam em silêncio até que se desgatem ou esgotem.

Se seremos curados ou não, vai depender do que irá acontecer depois desse silêncio.

Espera-se que aconteçam apenas coisas boas!

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s