O QUE É UMA PESSOA POLIQUEIXOSA?

Do que você queixa? De que não tem ninguém? Do mundo? Do destino? Da vida?

Você sabia que suas queixas podem não ter qualquer relação com as pessoas, com o mundo, com o destino e com a vida?

Essas queixas são suas. Você as criou para obter algum sentido para a sua vida.

É seguro que elas estão sendo usadas para tamponar outras queixas suas ainda mais angustiantes.

Temos questões sem cobertura. No entanto, não aceitamos essa nossa condição. Daí, desembestamos a procurar algo que amenize esse nosso desespero.

Inicialmente, buscamos pessoas, coisas e ideias que nos foram prometidas como antídotos para esse nosso desatino.

Em seguida, caímos a ficha de que fomos iludidos pela cultura, pela ciência, pela filosofia e pela religião.

Daí, invertemos o polo da moralidade. Viramos poliqueixosos de tudo – também -para fugirmos desse enfrentamento de nós mesmos.

Muitos enveredam por caminhos ainda mais radicais.

Só quando fizermos cair todas as máscaras que usamos para esconder quem somos, que descobriremos a verdade sobre nós mesmos.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s