POR QUE O BRASILEIRO ESTÁ PERDENDO A EMPATIA?

Quem é meu Outro? Acredito que não existe vida sem preservação do meio ambiente. Não posso concordar com qualquer forma de misoginia, racismo e lgbtfobia.

Quero uma sociedade com igualdade de oportunidades para todos.

Todas essas plataformas compõem o meu Outro.

Não posso só me ver refletido. Ao me olhar no espelho o que vejo é a Amazônia em chamas. Vejo a juventude negra, as mulheres e os lgbts que estão – diariamente – sendo assassinados no Brasil.

Não existe felicidade só minha. Meu bem tem que ser o bem de todos.

Não entendo como alguém pode só ver a si diante do espelho?!

Tenho me sentido muito mal, nesse momento, no Brasil. Sinto como se alguém estivesse me cegando desse meu Outro. Sinto como se uma força estivesse me dizendo que não posso me refletir no fogo que destrói nossas florestas, no governador que atira aleatoriamente sobre uma favela, no aumento do feminicídio e no incentivo ao ódio contra os lgbts.

Creio na cultura, nas artes, na educação e na democracia.

Como posso ficar bem em um país onde o seu presidente prega e age contra as únicas condições que inventamos para a preservação da humanidade?

Cada desgraça que me chega é como se alguém estivesse jogando um punhado de areia em meus olhos.

Não consigo sobreviver sem esse meu duplo.

Não entendo como tanta gente consegue bater palmas para tudo isso e ainda consegue dormir com a consciência tranquila.

Eu não conhecia essa gente. Esses brasileiros fascistas são novos para mim.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s