QUE AMOR TE FAZ GOZAR?

Cruzamos, na vida, com inúmeras pessoas. Só investimos naquela que consideramos mais interessantes. Daí, somos atenciosos, educados, respondemos as mensagens no zap, dizemos do nosso interesse, enfim, jogamos limpo.

No entanto, antes mesmo de iniciarmos uma relação, essa pessoa já começa a tripudiar das nossas boas intenções – o que nos faz sentir angústia e desesperançados da relações.

Erramos? Não. Como alguém pode não querer uma companhia educada, atenciosa e verdadeira?

Freud dizia de pessoas que gostam de gozar com a dor do outro. Ou seja, pessoas que gostam de gozar sendo mal-tratadas.

Essas pessoas – que não gostam de serem tratadas com educação e com gentileza – têm consciência disso? Não. Sabemos delas não porque se assumem assim. Sabemos delas a partir da forma como se comportam.

Estamos em um tempo de masoquismos – vide as compulsões por comida álcool e drogas.

Há quem ame gostando de ser destratado no amor. Muitos te farão esse convite. Caberá à você decidir o que te faz gozar.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s