NINGUÉM PODE DIZER QUE SABE AMAR …

Na verdade, ninguém pode dizer que sabe qualquer coisa. Todo saber começa e termina onde ele foi criado e utilizado.

Um saber de agora não vale para depois – a não ser que a vida fosse constante e regular. Mas, não é.

É por não podermos transpor o saber que desequilibramos, revoltamos, agredimos, deprimimos, angustiamos e ansiamos.

Ninguém sofreria se o saber de agora pudesse ser levado para o saber de depois. Nesse sentido, somos eternas crianças tendo que amadurecer à cada situação.

Há o que nada cobre – por mais que a mídia ganhe com a nossa inocência da realização pelo ter.

O nada é o imprevisível da vida. E, na vida, tudo está em constante fluxo.

Nossa alegria de viver está na dependência de como vamos conduzir isso que não sabemos como chegará.

Não existe escola, ciência, filosofia ou religião para o daqui a pouco.

Cada um terá que ser a sua própria escola, sua própria ciência, sua própria filosofia e seu próprio Deus.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s