NINGUÉM PODE DIZER QUE SABE AMAR …

Na verdade, ninguém pode dizer que sabe qualquer coisa. Todo saber começa e termina na situação em que ele foi criado e utilizado. Um saber de agora não vale para depois – a não ser que a vida fosse constante e regular. Mas, não é. É pelo saber não poder ser transposto, que desequilibramos, ficamos revoltados, agressivos, deprimidos, angustiados ou ansiosos. Se o saber amar de agora pudesse ser levado para o saber amar de depois, ninguém sofreria por amor. Nesse sentido, somos eternas crianças tendo que amadurecer à cada situação da vida. Por mais que a mídia ganhe com a nossa inocência da realização pelo ter, há o que nada cobre. O nada é o imprevisível da vida. E, na vida, tudo é imprevisível: tudo está em fluxo constante. Nossa qualidade de vida está na dependência de como vamos conduzir isso que não sabemos como virá. Não existe escola, ciência, filosofia ou religião para o daqui a pouco da vida. Cada um terá que ser a sua própria escola, sua própria ciência, sua própria filosofia e seu próprio Deus. Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s