NINGUÉM SABE DE SI …

Não nos definimos pelo que sabemos. Somos onde não sabemos – mesmo porque o que sabemos – agora – pode não servir para o que poderemos vivenciar.

Se o que sabemos no presente, funcionasse para o futuro, ninguém se desequilibraria, ficaria agressivo e ninguém morreria por amor.

Portanto, não somos pelo que sabemos. Tudo o que sei de mim pode de nada valer para os próximos segundos. Somos uma incógnita. Não somos: vamos sendo. Ser só serve para o momento em que se está sendo.

O que seremos? Jamais saberemos. Qual é a verdade? Não é o saber. De nada adianta alguém pegar um microfone ou escrever um livro para falar de si. Qualquer conhecimento pscológico  só vale para o agora.

Quem disse que os intelectuais não se descompensam?! Duvide de quem se coloca como se soubesse. Ninguém sabe nada da vida. Ninguém tem uma bola de cristal. Ninguém está cem por cento pronto.

Viver é saber se reinventar sobre o imprevisível. Tudo o que inventarmos – agora – poderá perder seu valor na próxima mensagem do zap.

Penso que o mundo está tão depressivo porque estamos perdendo a capacidade de criar sobre as adversidades da vida.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s