QUANDO NÃO ADIANTA LUTAR CONTRA …

 

É óbvio que a casa ficará limpinha e cheirosinha quando dermos nela uma boa faxina. É quase certo de que emagreceremos se fizermos uma boa dieta. Nada melhor que um bom agasalho nas noites de frio ou de uma cerveja estupidamente gelada em uma tarde de muito calor.

Há o que vale a pena lutar. Há o que podemos vencer. Sim, a vitória existe.

No entanto, não podemos transpor o sucesso da faxina sobre a sujeira, da dieta sobre a gordura, do edredom sobre o frio e do gelado sobre o calor, para outros aspectos de nossas vidas.

Penso que sofremos, exatamente, porque somos ingênuos demais ao fazer isso.

A lógica disso pode não servir para aquilo. Quem dera se a facilidade de vencer o calor com um sorvete de chocolate pudesse ser levada para vencer, por exemplo, a perda de um grande amor que se foi.

Talvez, seja por isso mesmo que tanta gente se arvora em escrever sobre o amor.

Há o que nos é invencível. Talvez, a vitória da casa limpinha, do corpo esbelto, da delicia de se sentir todo acolchoado ou refrescante do incômodo do suor, tenha sido nos dado, exatamente, para nos compensar disso que toda luta será em vão.

No entanto, somos vaidosos e arrogantes demais para não querermos uma vida inteira parecida como quando atingimos tudo o que mais gostaríamos.

Daí, começamos a batalha. Nossa ilusão diz que podemos e a realidade diz que não podemos.

Vamos modificando as nossas armas na medida em que os “nãos” vão aparecendo. Não aceitamos que estamos envelhecendo. Não aceitamos que terminaremos um dia. Adentramos no mundo da fantasia – que a mídia nos cria – de que podemos vencer o invencível. Doce ilusão! Não venceremos!

No entanto, nessa nossa luta vaidosa, o que era luta pela vida passa a ser pela morte. Não creio na felicidade dos muito poderosos. Creio que aqueles que prezam demais pela beleza, no fundo, é porque se sentem infelizes demais com suas imagens.

Há uma derrota – em nós – que nos é invencível. Tentar lutar contra, só faz fazê-la ainda mais forte e mais presente. Melhor é tentar carregá-la sem saber de que se trata e com alguma alegria.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s