POR QUE NÃO CONSEGUIMOS TER PAZ INTERIOR?

Por que não queremos ter paz? Por que preferimos a guerra? Por que preferimos a perturbação? Por que preferimos a a ansiedade e a angústia?

Queremos – sim – a paz só que a estamos buscando no lugar errado.

Ter paz é cessar todos os sentidos. Paz não é ter. Paz é ser. Ser é desprendimento – inclusive de si mesmo.

O pensamento é infernal. Quantas camadas de pensamento você já depositou em sua mente hoje?

O problema de pensar é que não existe o pensamento final de todos os pensamentos.

O problema de buscar a paz pelo TER é que quanto mais se tem mais se quer.

O problema de buscar a paz pela conquista de um grande amor é que sempre pode existir um amor mais amoroso que o nosso.

O problema de buscar a paz pelo consumo é que o sistema existe para nos dizer que estamos o tempo todo atrasados com as novidades do mercado.

O problema de buscar a paz pela comida é que precisaríamos de várias vidas para experimentarmos todos os sabores do mundo.

É por isso que a paz não se conquista pelo TER. Muito pelo contrário, a paz só pode advir pelo desapego radical de todas as coisas deste mundo.

Não dormimos porque tememos perder. Dormir é meio que estar vulnerável ao outro que pode estar na nossa espreita.

Sempre achamos que a paz é ter muito. Sempre achamos que a paz é ter tudo.

Queremos todas as garantias. Doce ilusão! Ninguém consegue controlar todas as variáveis. Ninguém consegue enxergar todos os lados ao mesmo tempo. Ninguém pode se livrar de envelhecer e de morrer.

Portanto, ter paz é esvaziar-se de suas pretensões e de seus egoísmos. É se dar conta da impossibilidade da paz pela satisfação dos sentidos.

Achamos que somos pelo controle de tudo e de todos. Isto não é ser. Isto é ter. Para o ter não há limites. É por isso que vivemos em constante guerra com quem somos, com o outro e com o lugar em que habitamos.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s