POR QUE NÃO CONSEGUIMOS TER PAZ INTERIOR?

Por que não queremos ter paz? Por que preferimos a perturbação? Por que preferimos a a ansiedade e a angústia?

Queremos – sim – a paz só que a estamos buscando no lugar errado.

Ter paz é cessar todos os sentidos. Paz não é ter. Paz é ser. Ser é desprendimento – inclusive de si mesmo.

O pensamento é infernal. Quantas camadas de pensamento você já depositou em sua mente hoje?

Não existe o pensamento final de todos os pensamentos.

O problema de buscar a paz pelo TER é que quanto mais se tem mais se quer ter.

O problema de buscar a paz pela conquista de um grande amor é que sempre pode existir um amor mais amoroso que o que temos.

O problema de buscar a paz pelo consumo é que o sistema existe para nos dizer que estamos sempre absoletos com as novidades da tecnologia.

É por isso que a paz não se conquista pelo TER. Muito pelo contrário, a paz só pode advir pelo desapego radical de todas as coisas deste mundo.

Queremos todas as garantias, só que ninguém consegue controlar todas as variáveis. Ninguém consegue enxergar todos os lados ao mesmo tempo.

Portanto, ter paz é esvaziar-se. É saber se arranjar bem com o impossível.

Achamos que podemos tudo  dominar. É por isso que vivemos em constante guerra com quem somos, com o outro e com o lugar em que habitamos.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s