VIVER É FAZER ARTE DE SI MESMO …

Sofremos porque sempre esperamos encontrar fora a verdade sobre nós mesmos.

Existem os objetos e as palavras. Dos objetos, nada sabemos. Só sabemos dos objetos através de algo exterior e estranho a estes. Ou seja, só sabemos dos objetos através das palavras que os nomeiam.

A questão é que uma coisa são as palavras e outra são os objetos.

Ficamos angustiados e ansiosos quando tentamos compreender quem somos através das palavras. Para saber quem somos teríamos que inventar algo que nada tivesse relação com as palavras. Teríamos que criar novas ferramentas e novos materiais que não fossem os conceitos, as teorias, doutrinas e ideologias.

Pensar é infernal. Ninguém tem a última palavra de nada. Quem é o pai de Deus? Quem é o pai do pai de Deus? Impossível saber.

Penso que a grande contribuição da psicanálise foi a de fazer um furo no saber instituído pela cultura. Foi a de mostrar que a verdade não existe. Foi a de nos despir de tudo o que de fora tem a pretensão de nos dizer quem somos.

A psicanálise quer que o que venhamos a ser nasça de nós mesmos. Da nossa carne. Do nosso osso.

Que seja um escrito. Uma letra ou um ato. Mas que seja algo genuinamente nosso e sem qualquer mediador. Que abramos mão das marcas que nos foram impostas e criemos nossas próprias marcas. Viver é fazer arte de si mesmo.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s