AO APAIXONAR, ESQUECE ESSA HISTÓRIA DE QUE VIRILIDADE É TUDO …

Quando você apaixonar, não atente-se para as qualidades do outro. Esquece essa história de dinheiro, estética, intelecto e virilidade. Não atente-se para as vantagens e vitórias que ele te contar.

Para a psicanálise, fazemos isso para não fazer aquilo. Dizemos isso para não dizer aquilo. Usamos de nossas forças para recalcar nossas fraquezas. Ou seja, acreditamos na nossa própria mentira e enlaçamos nela todos os nossos amores inocentes.

Não é só o que vê e o que se ouve que faz um grande amor. Quem dera!

Somos perda. Estamos perdendo. Vamos perder. Muita ambição, vaidade, arrogância e muita virilidade pode ser sinal de uma dificuldade crônica para lidar com as decepções.

De modo geral, quando uma pessoa reage de forma agressiva contra uma contrariedade qualquer, no fundo, ela pode é estar se defendendo da sua falta de maturidade para lidar com as contrariedades próprias da sua vida.

Pode acontecer de projetarmos no externo nossas dificuldades internas.

Portanto, ao se apaixonar, atente-se não para o que o outro diz dar conta. Atente-se para as suas limitações. Atente-se para as suas falhas. Se ele conduzir bem as situações limites, vá em frente. Isto é um bom sinal de que ele é uma pessoa bem resolvida com suas próprias questões. É um ótimo sinal de que não projetará em você o que ele não dá conta em si.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s