NÃO É O TER QUE MAIS IMPORTA…

Todo mundo só quer ter. Ninguém quer saber sobre o sentido de ter.
Certamente, seríamos muito melhores se perguntássemos pelo sentido de possuir.
A escola não ensina sobre o sentido das coisas. A religião, também não. A ciência, menos ainda. Muito pelo contrário, os estudantes só querem saber das profissões mais rentáveis.
Fala-se cada vez mais em inauguração de mais Igrejas no Brasil. A ciência parece cem por cento cooptada pelo mercado.
O sentido do ter é o ser. O que é o ser? O ser é que não-somos. Nesse sentido, em algum momento, todo ter se sucumbirá ao ser.
Parece que todos querem neutralizar a verdade do ter acumulando cada vez mais poder e riqueza. Doce ilusão!
O ser é invencível. O ser é como se estivéssemos correndo atrás de um objeto vazio – e pensando nele como sendo a coisa mais consistente da vida.
Todos estão correndo atrás de invólucros.
É o sentido do ter que faz tudo ter sentido. Como não aceitamos não ter, logo corremos atrás de outro objeto como substituto. Perderemos – também – este objeto. Aliás, deixaremos tudo para trás.
Se soubéssemos o verdadeiro significado da matéria, não encheríamos tanto os olhos para as riquezas do mundo.
Não é a matéria que mais importa. Ela passa. É o sentido da matéria que fica. E o sentido da matéria é que ela não tem o menor sentido.
Pena que muitos só se darão conta de que a verdade não é ter, quando não tiverem mais vida para viver.,
Evaristomagalhaespsicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s