TENHO MUITA PREGUIÇA DESSA HISTÓRIA DE MERITOCRACIA NO BRASIL …

Até bem pouco tempo tínhamos um série de políticas públicas voltadas para os pobres, os negros, os lgbts e as mulheres.

Entendíamos que – sem a ajuda dos governos – não haveria a menor possibilidade dessa minoria ser inclusa nas benesses mínimas do consumo e da cultura.

Há, no Brasil, pessoas que acham que os pobres podem e devem conseguir sobreviver apenas por seus próprios esforços. Entendem que como conseguiram, qualquer um pode conseguir.

Não é bem assim.

Uma criança da classe “E” já nasce muito atrás de uma criança da classe “A”. E se ela for negra, nasce ainda mais atrás. E se ela for negra e mulher, complica mais ainda. E se ela for negra, mulher e lgbt, daí nem se fala.

Este é o grande problema da tragédia social do Brasil.

Parece que os muito ricos não estudaram a história brasileira. Ou esqueceram que este país vem sendo fatiado, para poucos, desde as tais famosas capitânias hereditárias.

Esqueceram também que a concentração da riqueza, dada de graça pelos invasores, permanece perpetuando somente entre eles.

Não reconhecem a dívida que fizeram com quem ficou de fora dessa repartição milionária.

Contudo, essa mesma minoria, há séculos, vem tentando – sem sucesso – alguma ascensão social. Tanto que permanece – até hoje – desprovida do básico para a sua sobrevivência.

Em detrimento da miséria absoluta, tende a recorrer da violência como uma forma de garantia da própria vida. E quando é assasinada, fica como vagabunda – porque se quisesse poderia ter conseguido sobreviver.

Desconheço uma justificativa mais cínica para o desastre social que sempre foi o Brasil.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s