COMO VIVER BEM NESSE MUNDO LOUCO?

Só o vazio é completo. A política é incompleta. Não existe amor cem por cento seguro. Conviver é mesmo muito desgastante. Não há acordo nas relações humanas.

No entanto, não podemos viver imersos só na completude do vazio.

Precisamos conversar sobre nossos problemas. Precisamos trabalhar para garantir a sobrevivência. Daí, nos expomos às perdas, ao desemprego, violência, doenças, stress, angústia e tantos outros infortúnios.

Mas, não somos seres sociais vinte e quatro horas por dia.

A questão é que continuamos com o mundo mesmo quando o mundo não está mais conosco.

Trazemos o mundo conosco. Insistimos em não parar de pensar – quando deveríamos.

Mesmo trancafiados em nossos quartos, permanecemos mergulhados na incompletude infernal do insolúvel da convivência.

Passamos grande parte do tempo tentando nos equilibrar no que não tem equilíbrio. Voltamos exaustos para casa porque nada é cem por cento como gostaríamos. Nunca será. Não existe coletividade inteiramente satisfeita.

Por isso, talvez, estejamos tão adoecidos mentalmente.

Viver é esvaziar-se das pressões para dar conta de suportar essas mesmas pressões. Ninguém consegue ser com o outro se não consegue ser só consigo. A tranquilidade conquistada na experiência de tirar o mundo de dentro de si, é de fundamental importância para dar conta de voltar para as loucuras desse mesmo mundo. Fora isto, é impossível viver em paz.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s