SOBRE PESSOAS VICIADAS EM PENSAR…

Com quem estamos quando ninguém está conosco? Com quem conversamos quando ninguém fala conosco?

Por que não damos conta de ficar só quando não temos ninguém? Por que não damos  conta de ficar em silêncio quando não temos ninguém por perto?

Por que inventamos situações quando nada está acontecendo? Por que continuamos conversando com as pessoas quando ninguém está conversando conosco?

Por que não sabemos ficar em silêncio ? Por que não suportamos a solidão?

Não temos leveza porque não queremos. Somos os próprios pesos que colocamos sobre nossos ombros. Somos o que aperta nosso peito de angústia, o que nos agita, nos dá taquicardia, tremores e transpiração.

Nunca estamos só com o que temos. Inventamos coisas para desequilibrar  nossa paz.

Vivemos de ruminar o que os outros estão pensando quando é impossível saber o que se passa dentro de quem quer que seja.  Ficamos nos mortificando na hora que seria só para relaxar.

Somos viciados em pensar. Somos viciados em pessoas e em problemas. Buscamos respostas para perguntas que nunca deveriam ser feitas.

Enchemos a mente de gente quando poderíamos passar sem ninguém. Não conseguimos parar de pensar mesmo quando não estamos sendo cobrados disso.

Não contentamos com os objetos que nos rodeiam. Não contentamos com o calor do sol, com o frescor da noite, com os barulhos da natureza e com nossa própria companhia.

Somos viciados em movimento. Somos compulsivos por acontecimentos. Ficamos depressivos mesmo quando é desnecessário. Sentimos ansiedade mesmo sem qualquer motivo para tal.

O pensamento é torturante porque não tem fim. Não existe pensamento definitivo para nada. Somos uma série infinita de lacunas que carregamos – exatamente – para não serem preenchidas. No entanto, não nos sucumbimos: queremos preenchê-las.

Assim, não  nos damos sossego. Nunca desligamos. Não nos damos paz.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s