O QUE É A VIDA PARA A PSICANÁLISE?

Somos angústia – porque vamos envelhecer e morrer. Somos ansiedade – porque nos prometeram o impossível da fonte da juventude e da vida eterna. Portanto, somos imaginação, razão, angústia e ansiedade. Sonhamos e buscamos a verdade pela filosofia e pela ciência. A verdade não existe. Não é possível encontrar um nó entre o sonho, a razão e o nada. Mesmo assim não desistimos de encontrar. Por isso angustiamos – porque vivemos em um círculo ansioso entre sair e voltar para angústia – o tempo todo. Desse modo, a verdade da vida não é sonhar e nem pensar. Criamos a angústia e a ansiedade quando resolvemos fantasiar e raciocinar. Achamos que vamos enlouquecer se pararmos de sonhar e de refletir. Não é bem assim. Qual seria então a verdade da vida para a psicanálise? A verdade da vida é esquecer. Só os desmemoriados são felizes – porque não povoam suas memórias de lembranças e de sentimentos insolúveis. É possível não pensar e nem sentir o que não tem sentido? Sim. Os orientais sabem muito bem como fazer isso. A solução não é buscar resposta sobre o que não tem resposta. A solução não ficar indo e vindo sobre o que nada podemos. Pensar é infinito. A solução é focar em um ponto da mente sem antes e nem depois, sem causa e sem consequência, sem questão e sem porquê. A vida para a psicanálise é o silêncio. A vida para a psicanálise é a contemplação do nada.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s