POR QUE NÃO VOTO BOZONARO?

É muito curioso como as pessoas acham que a sociedade é como uma máquina. Ou seja, é matando bandido que resolveremos o problema da violência. Como se com menos um fôssemos deletar o universo inteiro dos bandidos. Como se com menos um, outro não viesse no lugar. Como se quem nunca foi bandido poderá não precisar vir a ser um dia. Como se o conceito de bandido envolvesse só pobre e preto. Vivemos em uma sociedade de concentração global da riqueza. A grande maioria não tem autonomia para produzir a própria sobrevivência. Dependemos do mercado de trabalho para viver. Sem trabalho, não temos salário. Sem salário, não vamos ao mercado. Sem ir ao mercado, não comemos. Sem comer, morremos de fome. Ocorre que não há trabalho para todos. Fora que mesmo tendo, o valor do trabalho pode não garantir a sobrevivência. E olha que estamos falando só da sobrevivência física. Falta falar de saúde, educação, cultura e lazer. Ninguém, em uma sociedade capitalista, está à salvo do recurso da violência para sobreviver. Entre os mais pobres, ela aparece configurada no roubo, no homicídio, no sequestro e no estupro. Nos outros, ela aparece no jeitinho brasileiro que conhecemos muito bem. Nos mais abastados, ela aparece na exploração da miséria alheia camuflada no patrão bonzinho e no empregado feliz das novelas. A violência é e sempre foi o grande recurso do sistema capitalista. Violência institucionalizada não deixa de ser violência. Não é matando que vamos resolver esta questão. Do ponto de vista moral, teríamos que matar quase o mundo inteiro. Precisamos é repensar a sociedade que temos. Com tanta concentração, estamos destruindo as pessoas e o planeta. A questão é como pensar um mundo onde a dignidade humana seja – minimamente – respeitada sem que ninguém precise utilizar do recurso da força para sobreviver. Isto vale para todos: ricos e pobres. O problema é quando os muito ricos não querem se implicar e preferem lavar as mãos exterminando com a justificativa do mérito para si e da vagabundagem para os mais pobres.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s