COMO ENTENDER LGBTs, MULHERES E NEGROS VOTANDO NO BOZONARO?

Não posso tomar como normal LGBTs, negros e mulheres dando poder a um candidato – declaradamente – fascista. Isto tem explicação? Sim.

Não posso pensar que estas pessoas são masoquistas. Não posso pensar que estas pessoas estão se deixando guiar por suas pulsões de morte. Não posso pensar que estas pessoas necessitam de uma figura paterna castradora. Eu estaria sendo selvagem demais para com elas.

Penso que o problema é de alienação da realidade.

Não temos uma cultura de políticas públicas no Brasil. Pelo contrário, o Estado sempre esteve ausente da vida da grande maioria dos brasileiros. A mídia – favorável aos ricos – adora mostrar os pobres se virando sozinhos. Poucos questionam. Poucos reivindicam. Enquanto isso, os ricos vão ficando cada vez mais ricos às custas do trabalho e da inocência dos mais pobres.

A revolta da miséria não é política. É de sobrevivência. Os pobres, no Brasil, roubam é para comer, para comprar remédio e para se manterem – fisicamente – vivos.

Desconhecemos as chamadas políticas sociais. O Estado só enfrenta a miséria com política de extermínio.

A grande maioria – miserável – desconhece o que é discussão de gênero. Poucos já ouviram falar em movimento negro.

Somos uma massa de manobra de uma elite perpetuando seus interesses via exploração do trabalho e de cargos públicos.

Poucos sabem da importância da política para a prevenção ao assassinato de LGBTs.

Muitas mulheres incorporam o machismo como algo natural. A norma branca forjou o embranquecer do negro.

Falta consciência. Votamos pela imagem. Votamos porque somos obrigados. Falta leitura. Falta análise de conjuntura.

Não aprendemos a associar a política com as mazelas do nosso cotidiano. Continuamos achando que o poder é só para homens, brancos e machos. A maioria é manipulada pelo falso discurso do reino dos céus para os humildes.

LGBTs, mulheres e negros dando poder a um fascista é a prova de que ainda precisamos caminhar muito – no sentido do que entendemos por relações de poder, distribuição da riqueza e democracia.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s