POR QUE TANTO ÓDIO AO LULA?

O inconsciente é o recalcado. O recalcado é o ódio. Contudo, há o retorno do recalcado. Quase nunca, ele retorna de modo escancarado.

Ele pode retornar camuflado na ideologia do mérito. Quem defende a meritocracia, diz que o rico só é rico porque trabalhou, não explorou e não teve herança. Quem defende a meritocracia, diz que o pobre só não melhora de vida porque não quer. Quem defende a meritocracia, condena todo político que luta por políticas públicas de combate à pobreza. Quem defende a meritocracia, centra tudo no esforço pessoal e esquece a história e a lógica do sistema.

É fato que, historicamente, os pobres, os negros, as mulheres e os LGBTs não são vagabundos. A verdade é que uma criança que esteja nascendo agora em uma favela qualquer do Brasil, já está em defasagem de outra criança rica que esteja nascendo no mesmo instante que ela.

Precisamos – sim – de políticas públicas que coloquem – no futuro – essas duas crianças em condições de igualdade no mercado. Penso que para discutirmos ideologia de mérito, primeiro, precisamos discutir igualdade de condições.

Dias atrás, alguém do meu facebook, postou uma carta que – supostamente – o presidente Lula teria enviado à um veículo de comunicação de BH. Fiquei indignado com os comentários.

Tanta raiva não podia ser só por causa do tal triplex. Era recalque. Ou seja, era ódio não apenas contra o Lula. Era ódio contra os pobres, os negros, as mulheres e os LGBTs. Era ódio contra os milhões de brasileiros que ele retirou da miséria.

Parece que, finalmente, o Brasil está mostrando a sua cara. A cara do Brasil é de ódio.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s