SOBRE PESSOAS FOFOQUEIRAS …

Não deveríamos nos preocupar com vida alheia. Por que preocupamos? Para fugirmos de nossas próprias vidas.

Quem perde tempo cuidando da vida do outro – no fundo – está é alimentando uma infelicidade em si que só se dissipará quando esta hostilidade tiver um fim.

Não perca tempo fuxicando a vida de ninguém. É inócuo. Ninguém pensa por ninguém. A tarefa de pensar sobre si é de cada um.

Todo mundo precisa ficar só para refletir sobre suas questões. Ninguém deveria delinear a vida de outro. Isto não é cuidar, mas sufocar. Não abstenha o outro de entrar em conexão consigo. Deixe o outro com o que é dele. Ocupe-se do que é seu.

As pessoas mudam? Sim. Com a condição de que tenham autonomia para decidirem sobre suas vidas.

Aproveite o tempo que você está preocupado com a vida alheia para pensar em seu próprio viver. Os problemas de cada um dizem respeito à cada um – e na sua mais absoluta solidão. Apenas fique por perto – e calado se puder.

A natureza é pensável porque é previsível. Nunca podemos pensar por ninguém. Esta tarefa é singular. Quanto mais pensarmos pelos outros mais retardaremos, nele, e em nós mesmos, a possibilidade deste exercício mais que necessário de autoconhecimento.

Não fuja de si no outro. Quem se preocupa com a vida alheia é tão ou mais problemático que a pessoa pela qual ele julga como sendo. Não projete sua infelicidade na infelicidade alheia. Ninguém constrói a felicidade de outrem.

A felicidade é uma construção cotidiana e pessoal. Cada um vai construindo a sua e se arranjando com o que a vida tem de mais infeliz. Isto é algo – absolutamente – pessoal.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s