SOBRE MASTURBAR …

Quem não gostaria de gozar inteiro? Assim é a masturbação.

Masturbar não tem as complicações de quando transamos. Nela não há um outro que podemos não gostar. Não há outro cheiro, outro gosto, outro toque, outra voz. Não há receio. Insegurança. Paranoia. Não há vergonha. Não há cobrança. Não há a dúvida se vai acontecer de novo. Não há saudade. Não há dependência. Não há espera. Não há a necessidade de pedir consentimento. Não há constrangimento.

Nunca funciona por completo quando é com alguém. Ninguém sabe tudo de ninguém. Fora que o outro sempre pode estar mentindo.

Sozinho nada falta. Sozinho é sempre pleno. Sozinho não é necessário perguntar. Sozinho posso parar, começar de novo, ir rapidinho ou demorar. Sozinho posso fazer do meu jeito. Posso fazer à qualquer hora. Sozinho não passo vergonha. Não dou vexame. Não corro riscos. Não tenho que dar satisfação. Posso usar o que eu quiser. Posso usar como eu quiser. Posso gemer, contorcer, gritar, me tocar, me apertar, me morder e me lamber. Sozinho não há constrangimento.

Com mais de um sempre é incompleto. Sempre poderia ter sido melhor. Sempre rola um medo, uma ansiedade.

A masturbação é sem DR. É sem complicação. Não há dúvida de que é a masturbação é o sexo mais completo que existe. Nela podemos dizer que dominamos cem por cento o nosso prazer.

Então, masturbem-se. Não é pecado, doença ou crime. É a maior prova de autonomia e de amor próprio que existe. É, sem dúvida, a forma mais particular e mais plena de gozar.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s