SOBRE AMORES POSSESSIVOS

Não amaríamos se fôssemos completos. Amamos porque algo nos falta. Amamos para nos sentirmos protegidos. Amamos porque carecemos. Porque não somos tudo. Porque não sabemos tudo. Porque tememos. Porque carregamos a solidão de não saber quem somos.

Ocorre que nem mesmo o amor pode nos livrar dessa nossa incompletude. Isto que nos falta – e que insistimos em cobrir – é constitutivo do nosso existir. É por não aceitarmos esta nossa exposição ao nada, que ficamos angustiados e ansiosos. É por não sabermos lidar com esta nossa incompletude, que adoecemos de amor. Ficamos possessivos, agressivos, obesos extremos ou abusamos do álcool e das drogas.

É por isso que amar e morrer pode funcionar como dois lados de uma mesma moeda. Só sabe amar de verdade quem sabe lidar com aquilo que nem mesmo o amor é capaz de nos livrar.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s