SOBRE A IMPORTÂNCIA DOS PAIS NA VIDA DOS FILHOS …

Não sabemos de onde viemos e nem para onde vamos. Envelheceremos e morreremos. Viver é – também – perder. Nossas crianças não estão imunes dessas realidades da vida.

A maioria dos estudiosos neste assunto partem desse fato quando estudam esta primeira idade. Entendem as funções materna e paterna como fundamentais para a infância – uma vez que a criança não possui maturidade psicológica para lidar – sozinha – com os dilemas da vida.

Brincar é – talvez – o máximo que a criança consegue produzir para tentar elaborar isto que o adulto fará com seu psíquico. No entanto, nem mesmo as presenças materna e paterna eximem a criança de vivenciar os dramas constitutivos de todos os humanos.

É fato que tais presenças amenizam – e muito – nossas angústias e ansiedades.

Portanto, ao nascermos já nos deparamos com nossos traumas inevitáveis. A vida nos deu o aconchego dos adultos como formar de nos acarinhar destas nossas dores de existir.

Se a vida já é traumática com a presença dos pais, imagina viver desprovido destas presenças?

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s