QUANDO É MELHOR NÃO ESPERAR NADA EM TROCA …

Por que fazemos? Porque esperamos algo em troca. Teria sentido fazer sem pensar em nada em troca? Em princípio, não. No entanto, é porque esperamos que sofremos. O problema é que sempre queremos mais do que esperamos. Daí, o que esperamos nunca vem. Nunca vem porque não existe. Esperávamos a plenitude, o amor seguro, a certeza de nunca perder, a eterna juventude e a vida infinita. Por isso, continuamos tentando e sofrendo. Não apenas compramos o carro, a roupa e a viagem. Compramos o reconhecimento e a aceitação no carro, na roupa e na viagem. Compramos para nos fazermos existir. Compramos para nos sentirmos mais inteiros. Compramos para sermos mais – exatamente – porque não suportamos o que somos de menos. Ou seja, menos amados, menos jovens ou menos vivos. Tudo o que fazemos – por menor que seja – não está interligado só aos nossos objetivos mais imediatos. Nossas questões existenciais – mais profundas – entremeiam tudo o que se passa conosco. Dá para querer viver sem sofrer? Sim. Faz sentido fazer sem querer nada em troca? Sim. Faz todo sentido quando fazemos sem colocar uma camisa de força no que esperamos de retorno. Quem faz só pensando na volta é porque não sabe lidar quando não vem o que esperava. O nada é sem pensamento, sem sentimento, sem expectativa, sem revolta e sem ódio. O nada é a capacidade de fazer e de se desprender do que se fez. O nada é fazer e voltar para o nada. Se vier, ótimo. Mas, se não vier, não fará muita diferença. Desse modo, o ideal é fazer e zerar o sentir, o pensar e o esperar. O ideal é fazer e jogar ao vento. Se vier, comemore. Se não vier, não sofra, porque não é mais seu. Se não vier, pense que deve ter feito bem para alguém. Quem faz pensando em si sempre sofre. Que faz sem pensar em si nunca sofre – porque esvazia-se do que fez. Doar não deveria nos fazer mal. A felicidade é não ter. Quem tem, sofre por apego. Quem tem, sofre por temer perder. Que tem precisa carregar o peso do ter. A alegria é vazia. A paz é vazia. A felicidade é a generosidade.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s