POR QUE PARECE QUE ESTAMOS AMANDO MENOS?

Se tivéssemos que escolher o melhor antídoto para as nossas tristezas, é seguro que o amor ainda ganharia de balaiada.

Mesmo não existindo solução para os nossos dramas, creio que o amor, ainda, é o nosso melhor remédio.

Ocorre, que o amar não se compra. O amor não é uma coisa. Não existe a pílula do amor. O amor não dá lucro. É por isso que parece que as pessoas estão amando menos.

O consumo substituiu o amor – que não é um produto vendável – pela falsa felicidade do acúmulo de mercadorias. O consumo substituiu o amor pelas pessoas pelo amor ao mercado.

Infelizmente, o amor não é mais o melhor remédio para as nossas agruras existenciais. Isto tanto é verdade que  parece que coisificamos o amor. Referimos ao ato de amar como ato de fazer amor. Substituímos o ato de tocar pelo ato de pegar. Usamos com frequência a expressão namorado descartável.

As pessoas não mais se amam. As pessoas se pegam – como quem pega um objeto em uma prateleira de supermercado. Fora a quantidade de gente que só consegue fazer sexo usando uma infinidade de produtos.

O capitalismo diz que há solução para as nossas melancolias. A existência diz que não há.

Na sociedade de consumo, depois de um produto, vem outro para a nossa ilusória felicidade. De produto em produto vamos destruindo o planeta e iludidos por uma falsa alegria de viver.

O problema é que quanto mais nos entupimos de coisas, mais nos distanciamos das pessoas. Quanto mais nos entupimos de coisas, menos crescemos – porque as coisas não nos questionam. Quanto mais nos entupimos de coisas, mais solitários ficamos – porque nada substitui uma boa conversa, um olhar carinhoso, um beijo lento e longo e uma transa quando termina dormindo de conchinha. Melhor ainda quando tudo isso vem com toda a gratuidade e a liberdade de se entregar.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s