POR QUE PARECE QUE AS PESSOAS ESTÃO PARA EXPLODIR?

Deveríamos parar de trabalhar quando não estamos trabalhando. Deveríamos deixar de estudar quando não estamos estudando. Deveríamos esquecer todo mundo quando não estamos com ninguém. Não conseguimos ficar a sós. Carregamos conosco o trabalho, a escola e as pessoas, mesmo quando não estamos trabalhando, estudando ou convivendo. Quase nunca nos esvaziamos. Não sabemos o que é experimentar outros lados e outras coisas. Somos – o tempo todo – pesados. Por isso, nunca descansamos. Por isso, nosso sono é agitado. Por isso, temos pesadelos. Por isso, nos entupimos de ansiolíticos. Só sabemos nos desconectar à força. Não sabemos o que é nos esvaziar. Não sabemos fazer relaxar nosso corpo. Enquanto pensamos, preocupamos, angustiamos e tencionamos nosso físico, somatizando nossas angústias. Daí, criamos dores que nunca passam e outras coisas ainda mais esquisitas. Tudo isso porque não sabemos nos silenciar e deixar tudo nosso acalmar. Não sabemos escutar o som do nada mesmo quando não há nada. Queremos resolver os problemas do mundo mesmo quando estamos distantes de tudo. Queremos resolver os problemas do mundo mesmo não sendo a hora para tal. Quase nunca fechamos as portas e as janelas de nossas casas. Parece que nossa casa não possui paredes. Não possuímos uma rede de proteção para nós mesmos. Estamos porosos e esburacados. Continuamos escutando mesmo quando ninguém está falando. Continuamos estudando, mesmo a escola estando completamente fechada. Continuamos trabalhando, mesmo tendo encerrado o expediente. Estamos elétricos. Nunca nos desligamos. Nunca trocamos o que se passa em nosso interior por outras coisas. Somos sempre os mesmos o tempo todo: trabalho, estudo e relações. Nosso corpo pode não suportar tanta pressão. Se continuarmos assim, nosso mental pode explodir nosso corpo. Precisamos transcender. Precisamos atingir – mentalmente – o depois do trabalho, da escola e das relações. O mundo não é só isso que se vê. Temos que aprender a sair – de fato – quando saímos. Deve haver algo depois de tudo isso que não seja tudo isso. Precisamos experimentar. Quem sabe nos fará bem?

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s