POR QUE AS PESSOAS ESTÃO PERDENDO O TESÃO PARA O SEXO?

 

O tempo mudou muito. Já estamos em setembro  e – parece – que o carnaval foi ontem.

Não paramos mais. Tudo parece estar por um click.

Estamos compulsivos. Viramos a civilização do imediatismo. Estamos automatizados.

Queremos tudo programar.

Não podemos transpor essa velocidade desregrada da vida para o sexo.

Transar não é só usar a ponta do dedo. Não basta só olhar. É preciso olhar e levar o corpo. Não basta só tocar. É preciso tocar e tremer. Não é só beijar. É necessário beijar e arrepiar.

O sexo não funciona por comandos. É preciso criatividade para saber explorar com os dedos, boca, olhos, nariz, mãos e língua. 

É a volúpia que faz latejar. É o frisson que tudo dispõe. Isto não pode ser cronometrado ou apreendido por repetição.

Cada encontro é único. Não pode ser planejado com pressa. É preciso relaxamento e entrega. É preciso se perder.

O olhar prepara o tocar. O tocar prepara o beijar. O beijar prepara o abraçar. O abraçar prepara penetrar. Cada coisa em seu tempo  e em sua função. É cada um inteiro  para si e para o outro. 

O sexo não é razão ou técnica. É desejo, espontaneidade e entrega.

Não  pense e não programe. Deixe fluir tudo de seu. O desejo é atemporal. É para ser sentido.

Permita ao outro te descobrir para ele e para você. Descubra o outro para você e para ele. 

Viva tudo de cada sensação – e com toda a explosão de tesão que lhe é peculiar.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s