POR QUE A CLASSE MÉDIA É FASCISTA?

O conceito de implicação subjetiva é um dos mais interessantes da teoria psicanalítica – porque faz um contraponto ao conceito de vitimização.

No Brasil, os mais abastados insistem em disseminar a ideia da meritocracia como uma forma de não se implicarem na desigualdade social.

É muito fácil dizer que o outro não consegue porque é incompetente ou vagabundo. É muito fácil deletar a história e a forma como a riqueza foi – e continua sendo – concentrada nas mãos de poucos neste país.

Acho que é por isso que Freud é tão odiado e tantos preferem as terapias alternativas – porque prometem um outro jeito de resolver seus infortúnios eximindo-os de suas responsabilidades.

Infelizmente, os ricos vão lavando as mãos e assistindo – silenciosamente – a invenção forjada de uma crise para justificar uma intervenção militar, com a ilusão de que uma sociedade – asséptica de miseráveis – seria melhor para todos.

É a história se repetindo. Até quando?

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s