PODE SER MUITO BOM BRIGAR POR AMOR …

Felizmente, o amor não é matemática. Ao amarmos, quase sempre, não sabemos muito bem o que fazer. Se nos damos demais, sufocamos o outro. Se nos damos de menos, somos taxados de distantes, desligados e frios. Se buscamos um meio termo, nos perdemos ao longo do caminho. Queremos matematizar o amor com o intuito de fixar nele uma certa constância e regularidade. Queremos um amor horizontal. Não sabemos amar o amor em sua verticalidade. Não sabemos amar o amor em seus buracos e furos. Queremos planificar o amor. Podemos até fazer isso na construção civil e na marcenaria. Se o fizermos no amor, fracassaremos. O amor sobe, desce, cai, levanta, vai, volta, diminui, aumenta, acaba e recomeça. No amor, a equação pode não ter o resultado previsto. No amor, o gabarito nunca está pronto para que seja feita a correção. Qualquer amor novo coloca em cheque todas as teorias sobre tudo o que se sabe sobre ele. Nenhum amor que acabou serve para um novo amor. Amar é meio que aprender a lidar com a morte. Amar é meio que aprender a lidar com o silêncio. No entanto, não é amor horizontalizarmos o amor, e sim, rotina. O amor desafia a nossa inteligência. É só no amor que crescemos como pessoas. Quanto mais arrogância, menos amor. Quanto mais covardia, menos amor. Quanto mais humildade, mais amor. Quanto mais coragem para os abismos, mais amor. Para haver amor, é preciso jogar o amor que temos em seus furos mais profundos. Se não renovar, não é amor, e sim, mesmice ou costume. Não há amor sem crise de amor. O amor só melhora com suas crateras: o beijo fica mais quente, a pegada mais firme e o orgasmo como se fosse o primeiro.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s