O QUE TE FAZ CONTENTE NO MUNDO HOJE?

Pode não fazer muito sentido, mas se te deixa contente, então, está valendo. Não deveríamos nos deixar guiar só pela lógica. Não deveríamos perguntar só pela vontade da sociedade. Perdemos o contentamento quando ficamos adultos. A criança não está nem aí. A primeira infância é puro contentamento. Qual o contentamento do louco? Qual o contentamento do autista? O contentamento é o que tenho de mais meu. É o que tenho de mais natural e de mais espontâneo em mim. É o que faço sem pensar. É o meu prazer – e sem qualquer meio de controle. É o que vem do meu corpo. É o meu gozo. É o meu tesão – e sem qualquer mediador. A sua verdade é o seu contentamento. Não sou outra coisa que não o meu contentamento. O louco é, talvez, o mais contente de todos os humanos – uma vez que vive a partir de seu próprio contentamento. O louco cria a língua que lhe convém. Só não é contentamento fazer o que se quer – no sentido de se fazer mal. Não podemos usar do contentamento para deixarmos de sermos contentes: isso não é contentamento.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s