O QUE É A MATURIDADE?

O sentido da vida não é pensar ou acumular. O sentido é tecer a vida.

Vivemos tomados por todo tipo de perturbação. Ficaremos ainda mais angustiados na medida em que formos envelhecendo.

A saída não é desesperar.

Gosto da ideia de tecelagem como modelo para nossos dramas emocionais.

Não temos solução. Viver é ir tecendo ponto a ponto o cotidiano. É ir desatando os nós, encaixando novos sentidos e aliviando os destemperos.

De laço em laço vamos enodando nossas desavenças. Contudo, logo a vida se encarregará de nos dizer que ainda há muito para ser tecido.

Nunca começamos do zero. Sempre retomamos o processo do ponto onde paramos. É assim que vamos amadurecendo.

Envelhecer é descobrir a calma, é reconhecer a beleza no trato de nossos dramas e descobrir uma ligação tênue entre ontem, hoje e o amanhã

Muitos não estão dispostos a este enfrentamento. Muitos estão se acovardando. Há um imediatismo maléfico.

Tenho que me faltar para saber de mim. Tenho que não me saber para me descobrir.

No entanto, somos um mosaico feito de pecinhas diversas. Levamos a vida inteira para encontrar aquela que melhor se encaixa. Não é fácil.

Mas, ao encontrarmos, não há felicidade que se compare!

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s