NÃO ABRO MÃO DA MINHA PAZ INTERIOR …

Para relaxarmos precisamos encontrar nossos sons e sensações naturais.

Não somos o que pensamos. Pensar é infinito. Nunca estamos cem por cento seguros do que pensamos. É por isso que nunca descansamos. Nossos sentidos e sons nunca mudam.

Creio que a maior parte do universo é composto de melodias próprias  – e não de pensamentos e palavras. Penso que só temos palavras aqui onde estamos.

Descansamos quando deixamos de prestar atenção ao que raciocinamos e focamos no que está depois de todas as razões.

Precisamos nos esvaziar de nossas ideias e preenche-las com outros ruídos. Não há nada nem antes e nem depois do nosso corpo.

Sou onde não penso – porque lá não me angustio. Por mais que eu tente, não consigo me conceituar. Não me conheço quando me abstraio de mim. Pensar sobre mim é me tornar eternamente  insatisfeito comigo.

Onde sou, sem pensar, não há nem mais nem menos, maior ou menor ou melhor ou pior. Nesse lugar, as coisas são como são. É onde tenho o mais essencial de mim. Onde não reflito  – mesmo porque não posso interferir nisso que sou em silêncio.

Isso que sou, está para além de mim. Isso que sou, só pode ser escutado e contemplado. Não consigo saber a origem desse meu eu que cantarola sempre a mesma nota. Ele é como a uva que saboreio e que nada tem haver com a palavra uva.

A felicidade é retardada. Quem pensa é que sofre. Não deixamos de existir porque deixamos de pensar. Muito pelo contrário, passamos a existir – exatamente – quando nos silenciamos.

No silêncio, relaxamos, entramos em sintonia com o infinito de nós mesmos, nos libertamos dos nossos conflitos, das nossas dúvidas, dos nossos questionamentos, angústias e ansiedades.

No silêncio de nós mesmos, apenas somos, porque lá não faz o menor sentido perguntar quem somos. No silêncio de nós mesmos, saímos da guerra e descobrimos a paz.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s