SOMOS O NOSSO PRÓPRIO INFERNO…

Crio fantasmas quando saio de mim. Saio do meu agora quando espero que alguém goste desse texto. Contaminamos o hoje com o que fizemos ontem.

Sempre poderia ter sido melhor. Nossos medos de ontem revelam o quanto temos de baixo-estima para hoje. Nossos fantasmas de amanhã revelam o quanto hoje nos achamos fracassados.

Sempre estamos trazendo o que não foi ou o que será para o que está sendo.

Nunca somos só isso. Há sempre algo mais de antes ou de depois interferindo em nosso agora.

Não é hora só de dormir. É hora de dormir e de preocupar. É hora de comer e de reclamar do que falta para ficar mais apetitoso. É hora de amar e de questionar se está amando ou de querer estender esse amor para o resto da vida.

Vivemos de fantasmas. Sempre achamos que podemos fazer o nosso agora ficar melhor depois. Sempre estamos lá na frente do nosso aqui. Ou seja, nosso depois nunca é. Nosso agora é sempre o depois de depois de amanhã.

Criamos fantasmas para viver. Vivemos de querer viver. Ou seja, nunca vivemos!

Já saímos preocupados. Estamos criando agora os fantasmas de daqui a pouco e da próxima década.

Somos nosso próprio inferno.

É assustador como contaminamos nosso presente com doenças, acidentes e perdas. Curioso é que fizemos isso ontem e nada disso aconteceu hoje.

Estamos fazendo agora para amanhã o que provavelmente será um dia normal como qualquer outro.

Nunca somos generosos com a vida que temos. Somos vaidosos demais. Sempre achamos que podemos vencer o invencível. Sempre mais e mais. Cremos em um depois do depois. Doce ilusão! Esse depois nunca será.

Ser é agora – ou nunca!

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s