POR QUE TODO HOMEM QUER TER UM PÊNIS GRANDE E DURO?

O pai que buscamos pode ser o pai biológico, o deus-pai, o marido-pai, a esposa-pai, o irmão-pai ou amigo-pai. Precisamos de alguém que – supostamente – saiba o que fazer. O transtornado obsessivo compulsivo se certifica dezenas de vezes de que a porta está trancada, porque quer a perfeição do pai. Quem não vive sem o pai, não suporta o adverso, o contraditório, o indeterminado, o inconstante e o irregular. O pai é o que – supostamente – sabe tudo. Quem quer a volta da ditadura militar, quer – no fundo – o pior de todos os pais. O pai é o que – fantasiosamente – tem castrado em si o medo da morte. O pai é o que tem o pênis grande e duro. O pai é o que nada lhe falta. Precisa de um pai, quem acha que nada é. Precisa de um pai, quem é extremo e pensa que a vida é ter o pai ou não ter nada. O pai é exato. No entanto, o poeta é um liberto do pai. O artista assassinou o próprio pai. A arte é órfã de pai. A arte quer viver tudo: o cheio, o vazio, o quente, o frio, o duro e o mole. Não seja obsessivo. Não queira o pai: ele é uma ilusão, ele não existe.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s