O COMEÇO E O FIM SÃO SEMELHANTES, APROVEITE O INTERVALO …

Temos duas opções: aceitar ou negar a morte. Quem aceita, não tem problema em morrer – e opta por viver. Quem nega, quer dominar o morrer e não vive – porque morrer é inegável.

Os orientais aceitam a morte. Nós, ocidentais, negamos. Quem aceita, tem a oportunidade de usufruir da vida. Quem aceita, quer viver o presente – deixando o depois para depois mesmo. Quem nega, é depressivo porque está preocupado em só começar a viver depois de uma vitória – que poderá nunca acontecer.

Quem aceita a morte pode priorizar a vida – de tal maneira que pode até esquecer de que vai morrer um dia. Quem nega, está tão preocupado em viver o depois que até esquece de viver o agora.

As religiões ganham muito com o medo de morrer. A medicina acredita na fonte eterna juventude. Doce ilusão! Poderíamos aproveita para viver todo o tempo que estamos perdendo em não morrer. 

Sonho encontrar uma religião que fale mais da vida que da morte. Sonho encontrar uma medicina que fale mais do que podemos que do que não podemos.

O que fui, não serei mais. Jamais saberei o que serei. Tenho o que sou, tenho meu entorno, tenho o que me afeta e o que afeto. Quero usufruir disso e tentar ser o melhor com tudo e com todos enquanto me for possível.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s