O QUE É O INFERNO?

Deve existir um lugar mental depois da angústia. Penso que se procurarmos, acharemos. Um lugar sem palavras, feito de um silêncio que não cabe qualquer pergunta. Um lugar sem começo e nem fim. Um lugar que nada podemos sobre ele: apenas contemplar, sentir e ouvir. Um lugar – creio – sempre o mesmo desde começo de tudo. Um lugar como o sol, a lua, o ar, a água e as plantas. Um lugar eterno: sem conflito, contradição, duvida, medo ou ansiedade. Um lugar que está dentro de todo ser e que precisa ser resgatado – uma vez que foi contaminado por questões insolúveis. Esse lugar é eterno. Esse é o lugar do UM. Habitamos dois mundos: o das coisas que passam e o das coisas que são. Não podemos permitir que esses dois mundos entrem em choque. Precisamos desligar esses dois mundos entre si. Quando não for preciso pensar, não pensemos. Quando não adiantar fazer barulho, permanecemos em silêncio. Não podemos confundir a hora de sentir com a hora de pensar. Há infinitas sonoridades. Há um barulho que é próprio da mente: inflexível, intraduzível e inominável. Precisamos escutar essa sonoridade – também. Ela é a nossa paz pessoal. Todo o resto, é o nosso inferno.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s